sábado, 23 de outubro de 2010

E por falar de reciclagem...

Oi, gente! Estou a um tempo sem postar meus trabalhinhos, mas é porque minha máquina fotográfica foi roubada. E agora, que a situação não está lá essas "coca-cola" toda, tenho que aguardar um pouco, apesar de que meu filhote disse que vai me dar outra, pois estava com ele quando roubaram minha belezinha.
Não sei se já postei aqui a respeito do trabalho de meu esposo, o meu "amorê" Wemerson. Ele tem uma recicladora que processa material plástico, que ele compra de sucatas, mói, seca, e embala para entregar para clientes  que faem outro processo chamado estrusagem, que derrete os flakes que ele prcessou, transforma em grãos, e faz o produto final, que são baldes, bacias, caixas para cervejas(eca), cadeiras etc.
 Esta etapa, da foto acima, é da seleção do material, pois o plástico se divide em várias categorias.  O Polietileno, o PE, o Polipropileno, o PP, tem a PET, o PVC dentre outros.

Depois da seleção, vai para a moagem, que tem a moagem a seco e molhado.
O rapaz que está por trás desta maquina, abastece a máquina, com o material já selecionado, sem misturar.  O material já moido cai no tanque com água para ser lavado, pois vem sujo do aterro ou da catagem.
Após cair no tanque, é misturado e tirado e passado em uma secadora, onde o material sai quase seco para ser embalado e pesado e ser entregue ao cliente.
Nós estamos lutando muito, pois este ano não tem sido fácil.  Tivemos vários contratempos que quase desistimos de continuar com a fabrica.  Fomos roubados, fizemos vários investimentos errados, contratamos pessoas demais, e a folha aumentou muito, e os que tiveram que sair, alguns nos colocou na justiça requerendo mais direitos, apesar de que meu esposo sempre pagou o salario certinho.
Ainda teve a doença de meu esposo.  Ele teve um cancer de garganta no começo deste ano, e graças a Deus ele venceu esta etapa.  Eu, que estava grávida, e não sabia que tinha pressão alta, pois estava escondida entre uma consulta e outra,  tive DHEG, tive um parto complicado, hemorragia, eclâmpsia, e por fim , minha neném tinha sopro no coração e uma Sindrome, que não tvemos tempo de saber qual era, pois ela faleceu com 11 dias de nascida.
Mas, Graças a Deus, com o tempo, superamos a chamada fase ruim.
E estamos aqui, vencendo as dores e a crise financeira.
E pedimos em oração a Deus que nos dê força a cada dia que amanhece.

Um comentário:

  1. Oi Bia!!! Que lamentável o que aconteceu com sua máquina... mas logo vc terá outra!!! Se vc fizer o bolo não vai se arrepender, quem provou pediu biz!!!! Ficou muito bom mesmo, pois sem trigo ficou mais leve e só restou aproveitar o sabor do chocolate, que é muito bommmmm!!! Abraços e até mais.

    ResponderExcluir

Amo quando recebo um comentário. Logo responderei. Bjs